Medite diariamente sobre a definição de São Paulo sobre o amor

Medite diariamente sobre a definição de São Paulo sobre o amor

Medite diariamente sobre a definição de São Paulo sobre o amor

São Paulo explica as várias qualidades do “amor verdadeiro” em sua carta aos Coríntios, um dos trechos mais belos da Bíblia e da literatura universal
Amor é uma palavra usada com frequência no mundo de hoje, mas sua definição não é facilmente estabelecida.
São Paulo explica as várias qualidades do “amor verdadeiro” em sua carta aos Coríntios. A passagem é frequentemente recitada em casamentos, muitos estão familiarizados com ela. O apóstolo, inclusive, usa a expressão “caridade” para se referir ao amor em sua totalidade, radicalidade, generosidade, abnegação, entrega, plenitude. É a esse amor a que São Paulo se refere quando afirma que, sem amor, nada será; é um amor verdadeiro, que perdura e resistirá à prova do tempo. Não é uma emoção passageira, mas uma ação da vontade.

No entanto, será que levamos as palavras de São Paulo ao coração e as colocamos em prática? Deveríamos meditar sobre elas todos os dias, principalmente os casados ou namorados.

Se você deseja experimentar o “amor verdadeiro”, ame como São Paulo descreve:

Primeira Carta aos Coríntios, capítulo 13:

1. Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor de caridade, sou como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine.

2. Mesmo que eu tivesse o dom da profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência; mesmo que tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver amor de caridade, não sou nada.

3. Ainda que distribuísse todos os meus bens em sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tiver amor de caridade, de nada valeria!

4. O amor de caridade é paciente, o amor de caridade é bondoso. Não tem inveja. O amor de caridade não é orgulhoso. Não é arrogante.

5. Nem escandaloso. Não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor.

6. Não se alegra com a injustiça, mas se rejubila com a verdade.

7. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

8. O amor de caridade jamais acabará. As profecias desaparecerão, o dom das línguas cessará, o dom da ciência findará.

Fonte: Aleteia