As três dimensões da obediência a Deus

As três dimensões da obediência a Deus

As três dimensões da obediência a Deus
A obediência a Deus não requer apenas a escuta atenta à palavra, mas também colocar em prática aquilo que ela nos pede. Para isso precisamos nos fortalecer em três aspectos: humildade, renúncia e viver o amor
Apalavra obediência vem do latim ‘oboedire’, escutar com atenção. O parágrafo 144 do Catecismo da Igreja Católica nos diz:
“obedecer na fé significa submeter-se livremente à palavra ouvida, visto que sua verdade é garantida por Deus, a própria verdade”.
Abraão é apresentado como o modelo de obediência, porque respondeu ao chamado de Deus e se dirigiu para a terra que deveria receber como herança (Genesis 12, 1-3).
A Virgem Maria realizou de forma mais perfeita a obediência na fé acolhendo o anúncio do anjo Gabriel e acreditando que “para Deus nada é impossível” (Lucas 1, 37).
Como vimos, a obediência a Deus não requer apenas a escuta atenta à palavra, mas também colocar em prática aquilo que ela nos pede.
Para isso precisamos nos fortalecer em três aspectos: humildade, renúncia e viver o amor. Temos que acreditar em Deus, ter a consciência de que não sabemos tudo. Quem pensa ter todas as respostas não aceita ouvir, não aceita obedecer e segue seus próprios caminhos.
Devemos ter humildade para reconhecer que sem Deus somos fracos, humildade para abrir espaço para a ação do Espírito Santo; temos que renunciar à nossa própria vontade para realizar aquilo que Deus nos pede, renunciar ao pecado para buscarmos uma vida santa; e é preciso viver o amor, fazer o bem sem esperar nada em troca, dar o melhor de si para o próximo.
Agindo assim seremos obedientes, e o Pai que está no céu nos dará a recompensa.

Fonte: Aleteia