Uma Palavra pra você

Uma Palavra pra você

É com grande alegria que, após termos vivido a Páscoa do Senhor, nos encontramos como família para celebrar os 45 anos da nossa Paróquia, não só de criação e instalação, mas de presença neste território, “construindo uma história de fé”.
Queremos olhar a história, entrar nela e fazer memória, porque “sem memória não há história”, e por isso se torna difícil construir relacionamentos fraternos. A memória fala de relações que se entrelaçam na vida cotidiana encontrei uma pessoa no supermercado, outra na Igreja, na praça etc.). Há uma série de ações sociais e religiosas que constroem a vida de uma comunidade e a vida que é feita de relações. À medida que se perde a memória, se perde a força dos laços que ligam as pessoas.
30, 40, 50 anos atrás as pessoas desta região se conheciam – as famílias Alves, Gonçalves, Gomes, o famoso bar do tio Pedro, o Bambuzinho, os vizinhos que se tornavam meio que parentes, as festas nas ruas etc. Isso diz que existiam relações feitas de conhecimento.
Nesses anos, o território foi perdendo essa característica, devido ao desenvolvimento socioeconômico, em particular
no bairro Betânia. Temos uma variedade de recursos, acessibilidade comercial, bancos, condomínios, aumento populacional, sinais que demostram uma certa valorização dos bairros. Ao mesmo tempo, tal desenvolvimento fez com que se perdessem um pouco as relações de conhecimento e amizade entre as pessoas. A Paróquia, nas pessoas dos vários párocos que passaram por aqui, e depois com a chegada da Comunidade Missionária em 1985, influenciou e caminhou junto com o povo no desenrolar-se de tudo isso. Podemos citar momentos como a luta pela linha do ônibus e a remoção do lixão.
Houve também um desenvolvimento religioso. Há 40 anos atrás havia somente a igreja de São Sebastião como referência eclesial e aos poucos se viu o nascimento de outros sete lugares de celebração, formando 8 comunidades na Paróquia. Vimos até mesmo o nascimento de outra paróquia a partir da nossa paróquia: bonito sinal de caminho de maturidade na fé!
Diante destas realidades, qual é o nosso desejo, celebrando os 45 anos da Paróquia?
Vemos neste momento, dois “pulmões” funcionando no corpo paroquial: o desenvolvimento social (com significativo aumento demográfico) e o crescimento religioso. Gostaríamos de celebrar os 45 anos valorizando todos os sinais que falam disso e resgatando a raiz de tudo o que nos permitiu fazer esta caminhada.
Muitas famílias que chegaram nos últimos anos no território da paróquia de São Sebastião não conhecem esta História e o coração daquilo que queremos celebrar. Desejamos oferecer a estas famílias (e aos antigos moradores-construtores do bairro, que viveram essa transformação) uma possibilidade de ver o caminho percorrido até aqui para nos tornarmos todos mais comunidade de amor, de fé e de esperança.
A festa dos 45 anos seja, para cada um de nós, uma ocasião de crescermos na fraternidade! Com a participação de todos, continuemos construindo uma história de fé. A Trindade Santa nos abençoe e olhos fixos… daqui a pouco são 50 anos!
Um abraço fraterno, do Pe. Luís Carlos, de toda a Equipe pároco e do Conselho Paroquial.