O que é a “Oitava de Páscoa”, esta especialíssima semana que estamos vivendo

O que é a “Oitava de Páscoa”, esta especialíssima semana que estamos vivendo

O que é a “Oitava de Páscoa”, esta especialíssima semana que estamos vivendo
O júbilo da Ressurreição é tão grande e profundo que merece ser prolongado durante 8 dias, para simbolizar ao máximo a sua extraordinária sublimidade!
A Oitava de Páscoa é a primeira semana do Tempo Pascal, ou seja, do período litúrgico de 50 dias que é celebrado pela Igreja a partir do Domingo da Ressurreição até a Solenidade de Pentecostes.

Tradicionalmente, a Oitava da Páscoa é considerada como se fosse um único, longo e exultante dia, porque o júbilo da Ressurreição é tão grande e tão profundo que merece ser prolongado de modo a simbolizar ao máximo a sua extraordinária sublimidade. A Ressurreição de Cristo, afinal, é o núcleo do cristianismo; como bem declarou São Paulo, “se Cristo não ressuscitou, vã é a nossa fé“!

As leituras evangélicas desta semana se concentram nos relatos das aparições de Jesus Ressuscitado e nas experiências vividas pelos Apóstolos junto a Ele. Este foco é tão relevante que até a primeira leitura, normalmente do Antigo Testamento, é substituída por uma leitura dos Atos dos Apóstolos.

É preciso recordar ainda que, por determinação do Papa São João Paulo II, o domingo seguinte à Páscoa é dedicado à Divina Misericórdia, enfatizando-se ainda mais o vínculo indissociável entre a Paixão, a Ressurreição e a nossa redenção. Desde o ano 2000, a denominação oficial desse dia passou a ser “segundo domingo de Páscoa ou Domingo da Divina Misericórdia”.

Fonte: Aleteia